Vigilância Epidemiológica divulga critérios
para vacinação contra febre amarela

A Fundação Municipal de Saúde de Rio Claro estabeleceu novas diretrizes para a vacinação contra a febre amarela no município. A medida atende recomendação da Fundação Oswaldo Cruz, que fabrica a vacina. O objetivo é evitar desperdício.
A orientação é que a vacina seja tomada apenas por pessoas que pretendem viajar para áreas consideradas de risco. “Do contrário, não há necessidade”, esclarece a médica Suzi Berbert, infectologista da Vigilância Epidemiológica.
A Fundação Municipal de Saúde alerta que a vacina pode ter efeitos colaterais graves. Rio Claro não é área com a recomendação rotineira da vacina, pois nunca houve casos de febre amarela adquiridos nesta região.
Com a mudança anunciada pelo setor de saúde do município, a aplicação da vacina na rede pública de Rio Claro está sendo feita sempre das 9 às 14h30.
Às segundas-feiras o atendimento acontece na Unidade Básica de Saúde (UBS) da Avenida 29 e nas unidades de saúde da família (USF) de Ajapi e do Panorama.
Às terças-feiras as vacinas são aplicadas na UBS do Wenzel e USF do Benjamim de Castro e do Jardim Novo I. Às quartas-feiras a vacinação contra a febre amarela acontece na UBS do Cervezão e USF do Bom Sucesso e do Palmeiras.
Às quintas-feiras a vacina está disponível na USF do Jardim Boa Vista, Jardim das Flores e Mãe Preta.
Às sextas-feiras a vacinação acontece na UBS da Vila Cristina e USF do Guanabara e do Jardim Progresso.
As 2.800 doses de vacinas contra a febre amarela solicitadas pela Vigilância Epidemiológica no dia 20 de janeiro já estão disponíveis. Quem quiser tomar a vacina deve apresentar carteira de vacinação e documento com foto.